quarta-feira, junho 1


Nos adaptando sem a vovó

1
Bem, essa semana sem a vovó, até que está indo bem. Tirando alguns imprevistos, é claro. Toda vez que a Cecília ou uma delas pergunta pela "bobó" eu logo digo" Foi no avião e volta logo". Aí vamos dar thau para o avião e elas ficam meio sem saber o que fazer.
Na segunda-feira de tardinha a Clarice chegou da escola e vomitou a pêra que tinha lanchado. Logo fiquei aflita e já pensando na danada da virose. Ela quis jantar , mas vomitou o jantar. Depois comeu uns biscoitinhos e não quis mamar. De noitinha elas tiveram uma ótima surpresa, a visita d o Amim e da Pathi. Foi bom pois elas se distraira e se acalmaram mais. A gripe da Cecília piorou um pouco e ela começou com uma tosse danada. A Catarina que já estava boa, também teve uma recaída. a noite teria sido  praticamente tranquila se a Cecília não tivesse tido uma crise de tosse das 2h até 3h30 da madrugada. Com isso acordou a Clarice e foi aquela peleja.
De manhã cedo a Clarice mamou e depois de 2h vomitou a mamadeira. Não quis almoçar , mas quis ir para a escola. Lá foram as três e eu fiquei esperando um telefonema da escola caso ela vomitasse novamente. Como ela ficou bem fomos buscar no horário de costume. Chegando em casa ela ainda reclamava um pouco da barriguinha, mas estava bem. Jantou pouquinho e quis biscoitinho. Não vomitou mais.
Hoje parece que tudo se acalmou para o lado da Clarice. Está se alimentando normalmente sem vomitar.
 O aperto continua nas horas do costume, no almoço e no jantar, mas vamos levando. A Camilla já iniciou a fisio normalmente só que está muito manhosa e chorosa, o que é natural depois de um temo sem fazer esforço nem ser contrariada. Ela vai ter que usar uma luvinha na mão esquerda para abrir o polegar. Vai ser tirado o molde para a confecção. Depois vamos ver se ela vai aprovar. Já sei que ela não vai gostar muito da ideia, mas...
Agora notícias boas. Depois que as meninas entraram para a escola já estão mais falantes e desenvoltas.
 A Cecília já repete tudo que lhe dizemos, parece um papagaio. É uma gracinha ver ela tentando dizer todas as palavras que escuta. O legal é que ela tem um pouco de língua presa , então as palavras ficam muito mais engraçadas.
 A Clarice é muito atenta a tudo. Quer ajudar e participar de tudo. É muito educada até na hora de brigar. É um "bácenci"( dá licença) toda vez que quer passar, subir ou quando tem alguém impedindo a passagem .É uma gracinha.
A Catarina continua muito concentrada e repete as palavras só que muito baixinho. Temos que quase fazer uma leitura labial. Já acompanha as irmãs em tudo .
Agora estão numa  fase de dançar. Acho que estão  ensaiado para a Festa Junina na escola A Clarice chegou mostrando a dancinha e disse que a Cat dançou e a Cicinha não. Agora sempre que cantamos músicas Juninas elas logo param e começam a dançar. É uma gracinha. O legal é ver que a Cecília está se mostrando tímida. Só dança quando mais ninguém está olhando. Agora quero é ver se no dia da festa elas vão dançar em público. Se forem como a irmã mais velha vai ser uma vergonha, não vão dançar nada . Mas só de dançarem em casa e para a família já é uma lindeza.
Agora as meninas estão na fase da "mulher aranha". A Cecília já não se contenta só em subir nos berços, agora ela que escalar o berço para subir na cômoda. Ontem ela tentou e se esborracho no chão. Logo me lembrei do Samuel dos Triabençoados , que rachou o crânio por causa duma dessas levadezas. Sobem em tudo, nos berços, móveis, nas cadeiras então  é uma canseira. O tempo todo temos que estar atentas porque senão elas sobem na mesa e começam a fazer gracinhas. Ficam no apagador apagando e acendendo a lâmpada . É uma loucura. Na televisão tem horas que é irritante. Atravessam os impecílios que colocamos e ligam e desligam o DVD, a Tv, trocam de canal ...
Ter muitas crianças da mesma idade em casa não é brinquedo não. Mas tirando tudo isso, temos que dar graças a Deus , pois são crianças ativas, saudáveis, alegres e felizes. Claro que temos que corrigí-las, mas tem hora que dá mesmo é vontade de rir.
Portanto ter quadrigêmeos é uma alegria constante.

Vovó Dete, você tem feito muita falta, mas sei que logo logo estaremos juntos novamente. Milhões de beijos dessa turmona daqui.

Bem , por enquanto é só. Continuem a orar pelo Pablo e família. Que Deus os ampare hoje e sempre!

1 comentários:

Diário da mãe e da filha disse...

Parabéns pela família linda!

Postar um comentário